sábado, 27 de outubro de 2012

Sua felicidade cria a paz mundial.

Bom diaaaa!!!!


Todas bem?! Desfrutando de muita saúde e paz?!
Desejo do fundo de meu coração que sim!!!
Eu estou bem, caminhando em paz com muita disposição e alegria, cheia de novas perspectivas e mudanças.
Renovadíssima depois de mais uma decepção, porém, a cada tombo que levo, levanto-me mais forte.
De uma coisa eu sei, através da recitação de NAM-MYOHO-RENGUE-KYO (meu mantra budista), sinto-me mais preparada e forte, para enfrentar a maldade alheia.
Sigo o seguinte critério: Se alguém me ofender, procurarei elevar tão alto a minha alma para que a ofensa não chegue até mim.  Os valores que possuimos não é necessário exibi-los; eles se evidenciam por si só.

E para abrir o dia de hoje, compartilho com vocês uma leitura maravilhosa, que conferi semana passada, na minha amada revista TC (TERCEIRA CIVILIZAÇÃO), minha revista budista.
É um verdadeiro deleite à alma!!!



"Que milagre o senhor realizou?"



A felicidade de uma pessoa cria a paz quando nasce da disposição de mudar primeiro a si próprio, e essa mudança contagia os que estão ao nosso redor. Veja um episódio vivido por Mahatma Gandhi, contado pelo presidente da SGI, Dr. Daisaku Ikeda.




Um menino de sete anos gostava muito de doces. Ele os comia em grande quantidade.






Com isso, começaram a aparecer furúnculos em seu corpo inteiro. Por mais que seus pais ralhassem para que parasse de comer doces, ele não dava ouvidos.

Sempre que havia doces por perto, ele simplesmente apanhava alguns para comer quando ninguém estivesse olhando.

Preocupada, a mãe do menino o levou até Gandhi e pediu-lhe que conversasse com ele para que não comesse mais doces.
Após ouvir a mãe, Gandhi disse: " Por favor, volte dentro de quinze dias e eu conversarei com ele."

Ela ficou perplexa, mas fez exatamente como foi pedido e retornou quinze dias depois. Gandhi chamou o menino e não levou mais que um minuto para conversar com ele. Isso foi o bastanta. Surpreendentemente, a partir daquele momento o menino parou de comer doces.

A mãe do menino ficou confusa, imaginado que tipo de milagre Gandhi havia efetuado em seu filho. Alguns dias depois, ela foi até Gandhi e perguntou: "Que tipo de milagre o senhor realizou?". Ele respondeu que não havia sido um milagre. "Pedi à senhora que voltasse dentro de quinze dias", disse ele, "porque eu precisava parar de comer doces durante quinze dias e assim poder pedir ao seu filho que parasse de comer doces também".

Ele havia dito isso para o menino, e afirmou que não tocaria em nenhum doce até que os furúnculos sarassem e ele pudesse comer doces novamente.

Mahatma Gandhi vivia segundo o princípio de que "eu desafiarei a mim mesmo, então, por favor, desafie você também". E foi assim que ele transformou a atitude do garoto.
Detalhe importante, a família do menino também adorava e sempre comia doces.

Não é de surpreender que não tenham conseguido convencê-lo a parar de comer doces.
Sobre esse fato e a postura de gandhi, o presidente Ikeda comenta: "Essa era a convicção de Gandhi e o segredo do carisma de sua liderança.

A essência da não violência encontras-se na capacidade de educar as pessoas, e a educação consiste em ser um modelo positivo.

" Os líderes de cada área da sociedade devem ser os primeiros a dar o exemplo. Devem, em primeiro lugar, sentir as dificuldades e os sofrimentos e lutar com o espírito de sacrificar-se pelo futuro.

" Como as pessoas suportaram a amarga luta pela independência da Índia? Havia tantos obstáculos para conseguir a autonomia que muitos consideravam isso impossível. Mas o povo ainda assim seguiu Gandhi. Por quê? Porque ele nunca pediu aos outros que fizessem nada que ele mesmo não tivesse feito. Gandhi sempre marchou à frente dos protestos. Ele sempre se dirigiu para os locais onde aconteciam os maiores crises e os sofrimentos. Essa é de fato a essência da não violência. Ou seja, MUDAR A SI PRÓPRIO PRIMEIRO e, com essa tranformação, mudar o coração dos outros" ( A Gande Correnteza para a Paz,v. 6,p. 114-116).

Fonte: TC (TERCEIRA CIVILIZAÇÃO) - Outubro/ 2012 - Por uma era de paz e humanismo.

P.S.: Essas imagens usadas aqui no espaço: Bellezza Unica, foram extraídas do google, sem autoria da mesma. Caso alguém conheça o autor da imagem, agradeço se me for comunicado, para que possa conferir os devidos créditos.



Espero que tenham apreciado a leitura!?!
Beijão meninas!!!

Ludmila Salomão.




2 comentários:

  1. verdade...Passamos paz quando temos a paz em nossos corações. Me visita :)

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...